Peru

pionerasEm 1965 desde a Província de Canadá as Irmãs Agnes Begin, Rose Mary Sander e Corrine Schnurr chegaram a Peru para estudar o Espanhol e preparar-se para a nova missão.  Após terminar seus estudos a Irmã Rose Mary foi transferida para Bolívia e de lá veio Irmã Martin de Porres Kimpel para formar parte da nova comunidade em Comas, no Setor norte da Capital Peruana, Lima.

O ministério das novas Irmãs era: No início acompanhar aos mestres de Educação Religiosa no planejamento pedagógico para ajudar-lhes a ensinar nas classes de escolas vizinhas; apoiar nas Creches onde as mães deixavam seus filhos enquanto elas trabalhavam; em refeitórios populares, na educação de adultos, especialmente as mulheres; na pastoral paroquial; na catequese familiar envolvendo os pais e mães como casais guias, que lideravam grupos de pais os quais catequizavam seus filhos e animadores juvenis que animavam as celebrações com crianças.  Acompanharam o povo em suas lutas para satisfazer as necessidades básicas: água, eletricidade, atendimento médico aos pacientes de AIDS; Trabalharam com liderança, especialmente entre as mulheres e os jovens, no ministério de música e no acompanhamento espiritual.  Depois de trinta anos de presença, as irmãs deixaram a sua missão na Comas em 1995 para ir para a área rural no norte do Peru.

Em 1982 iniciou-se uma nova comunidade em Villa El Salvador, situada ao sul da Capital Lima. Irmãs Marty Kimpel e Rita White começaram esta nova missão trabalhando na pastoral compartilhando as lutas do povo por necessidades básicas, com as famílias, catequese e mais tarde no acompanhamento aos pacientes com AIDS.

Inicialmente O primeiro Noviciado esteve em Villa Salvador, com a Irmã Rosemary Howarth como Diretora das noviças. As Irmãs permaneceram em Villa Salvador até o ano de 2013, deixando um trabalho missionário especialmente com a Pastoral dos adultos, “lós Martincitos”, com o Projeto “Nutri Vida” para atender mães e crianças com problemas de desnutrição e saúde, com pessoas envolvidas na defesa e promoção da mulher e também com um grupo de Associadas e Associados da Congregação.

Também em 1982, a comunidade começou em Canto Grande, com as Irmãs da Província de Wilton (EUA) que já havia servido no Chile. Eles trabalharam com os Padres da Santa Cruz, na educação formal em uma escola da Fe y Alegria e no ministério pastoral.

A casa foi ampliada a três andares que servia para a formação pré-Noviciado e estava sob a responsabilidade da província canadense, com uma comunidade interprovincial expandida. As irmãs assumiram o trabalho pastoral da Capela “Oscar Romero” em Bayóvar, acompanhando os grupos de Pastoral Juvenil, programas sacramentais, Terceira idade, biblioteca, Botequín e formação de lideranças  e o acompanha.

Em 1996, as irmãs Martin de Porres Kimpel, Martha Fauteux, Lili Dávila e Beyssa Davila Apolinario começaram nossa nova missão na área rural de Piura, assumindo a responsabilidade para a nova Rede de Educação Rural, Fe y Alegría Nº. 48.   A rede estendida para 19 comunidades rurais, com 30 instituições educativas .   Irmã Beyssa Apolinario  Rojas assumiu a responsabilidade como Diretora de PERFYA Nº 48 durante os primeiros sete anos.

 Quando Beyssa se transferiu para Lima, a irmã M. Yvonne Nosal ficou  responsável pela direção  da Rede Educacional continuando o trabalho com a Equipe de Promotores nas áreas de administração, educação e promoção comunal da comunidade. Se ofereceu uma  educação de qualidade para promover o potencial do ser humano nos vários aspectos para  uma vida mais digna e humana, promovendo  melhores relações de cada pessoa consigo mesma,  com os outros, com a natureza e com Deus.

Ali animou-se o desenvolvimento de liderança, especialmente em mulheres,  jovens e  autoridades  incentivando além a implementação de projetos produtivos para gerar auto-ytfsustentação nas comunidades. As Irmãs Escolares de Nossa Senhora  permaneceram nesta missão até o final de 2008, quando a irmã Yvonne foi para Roma para servir no generalato e irmã Lucy Ramirez foi para Lima. Ficamos muito gratas que as Irmãs de Notre Dame de Namur assumiram a responsabilidade pela Rede de Educação, Fe y Alegría Nº 48, para dar continuidade a esta obra missionária e educativa.

              Durante quase um ano, de  Bayovar, as Irmãs Jacci Glessner e Lucy Ramirez foram visitar e conhecer a zona de Lomas Alta, Jicamarca, onde elas começaram a viver em casa de madeira pré-fabricada acima da capela, “Luz de Cristo”. Jacci, Lucy e, logo,  Karina Ubillús, estavam nos ministérios da presença no bairro, a educação formal das escolas, a catequese, visitas aos doentes, preparação para os sacramentos, (suporte) apoio na biblioteca,

 Acompanhamento e no comedor popular. Esta Paróquia está a cargo da Congregação dos Padres dos Sagrados Corações. Irmã Lucy também trabalha como secretária no Centro para Crianças Especiais, “Mary MacKillop“. No final de 2015, a irmã Jacci voltou para os Estados Unidos e, em 2016, a irmã Karina foi transferido para Tucumã, Pará, Brasil.